Preços de fábrica !

Drywall

O termo drywall é utilizado para designar um sistema de construção a seco, pois não utiliza (ou utiliza em quantidades mínimas) água. Por ser um material industrializado que já vai pronto para a obra, o drywall permite uma construção muito mais limpa, que não demanda a utilização de argamassa ou outro material.
Trata-se de uma solução versátil que pode ser usada para dividir ambientes, fazer isolamento acústico, embutir iluminação ou até mesmo criar móveis e nichos.
A chapa ou placa de drywall é um conjunto composto por um núcleo de gesso natural e aditivos, revestido com duas lâminas de cartão duplex. Nessa união, o gesso proporciona resistência à compressão e o cartão, resistência à tração, tornando o material resistente mecanicamente.
Para a construção de paredes e forros, as chapas de drywall são estruturadas por perfis de aço galvanizado, que sustentam as placas pela fixação feita por parafusos. Além desses componentes, o sistema se utiliza também de massas e fitas para acabamento no material.

Ao contrário do que se pensa, as divisórias em drywall podem oferecer isolamento termoacústico. O produto por si só já possui bom isolamento acústico e desempenho térmico, porém pode-se aumentar o rendimento incluindo entre as chapas de drywall materiais fibrosos, como lã de rocha ou lã de vidro, atribuindo características de absorção, atenuação e isolamento de sons e estabilizando a temperatura.
Visando atender essas necessidades, os fabricantes de drywall desenvolveram linhas especiais de produtos específicos para cada tipo de situação. Para verificação dos índices termoacústicos dos diferentes tipos de chapas de drywall, as empresas disponibilizam tabelas com o desempenho de cada produto.


A lã de pet também pode ser utilizada para tratamento acústico e antivibratório de instalações prediais, como dutos de ar condicionado, tubulações hidráulicas e sistemas hidrossanitários.
Neste caso, as tubulações e todas as conexões devem ser cobertas pelo material, e podem ser fixadas com abraçadeiras plásticas, para controlar a transmissão de vibrações e turbulências para as estruturas da edificação.
Materiais antichamas auto-extinguível, classificação II-A da IT-10 do Corpo de Bombeiros do estado de SP em conformidade com Decreto Estadual do Estado de SP 63.911 como II-A-D conforme norma ABNT NBR 16626.