Par de Corner Trap - Absorvedor de Canto

Par de Corner Trap - Absorvedor de Canto

Marca: VibrasomModelo:CornerDisponibilidade: Disponível em 5 dias úteis Referência: 2200684


De R$ 530,00
Por:
R$ 400,00/ cada
Economize  R$ 130,00

R$ 392,00 à vista com desconto PIX
 
Simulador de Frete
- Calcular frete
Preço se refere a 2 peças de 30x30x62,5 cm e 1 cola.
Excelente para eliminar ondas reverberantes nos cantos do ambiente, com reforço em baixas frequencias.

Compartilhe no WhatsApp    


Os Corner Traps foram desenvolvidos para redução da reflexão sonora nos cantos de um ambiente. Com a utilização dos Corner Traps nos cantos, eliminamos as ondas estacionárias que ficam reverberando nos cantos de paredes ou estruturas

É bem conhecido que baixas freqüências são mais prevalentes em cantos e em torno das bordas, então as peças de corner dão uma ajuda substancial eliminando esses nós tangenciais, o que contribui muito para o controle sonoro do ambiente.
O padrão de onda profunda aumenta artificialmente a profundidade total do ladrilho, aumentando assim a absorção das frequências.

NCM: 39.18.90.00
NCM das colas: 35.06.91.90


DESCRIÇÃO


- 2 peças de Corner trap com 62,5 cm de altura (cada peça)
- 1 tubo de cola
- Dimensão: 30x30x62,5 cm (CxLxH) por peça.
- Dimensão de frente: 45 cm
- Superfície difusora com área de 77,50 cm
- Fabricado em Poliuretano de poliéter
- Material auto-extinguível, atende NBR 9178 (v= 0mm/min) e NBR 9442 - Classe B
- Produto atóxico e antialérgico: Não solta fibras.
- Densidade conforme norma NBR 8537: 30 kg/m³
- Resistência ao alongamento e ruptura conforme norma NBR 8515: 100%.
- Densidade de fumaça aceitável (Dm = 226) conforme norma ASTM E662-86
- Laudo: IPT e Corpo de Bombeiros/SP
- Placas flexíveis: Permite recortes e se ajustam em cantos.
- Fácil instalação: Não requer mão-de-obra especializada.
- Fácil limpeza: Não prolifera fungos/bactérias.
- Não esfarela
- Não embolora
- Aplicável em qualquer superfície (Exceto PVC e isopor)
- Garantia de 5 anos em condições normais de uso.
- Disponibilidade: Veja no cabeçalho dessa pagina.


COEFICIENTE ACÚSTICO



Entenda o gráfico:
Números superiores (125..250..etc) são algumas das frequências sonoras mais comuns nos ambientes.
Números de parâmetros (1,08....1,23...etc), são as porcentagens de absorção na frequência. Ex: Na frequência de 1000Hz, absorve 107% das reverberações.
NRC (Ultima coluna) é a média de absorção entre as frequências.


UTILIZAÇÃO


- Home Theater
- Estúdios (Profissionais e Amadores)
- Salas de reprodução sonora
- Qualquer ambiente com finalidades musicais

DICA: Para melhor performance, use junto com o Cubo Acústico


INSTALAÇÃO


No Verso da peça, faça um rastro "x" no centro e um rastro de cola contornando as beiradas.
Para remover as peças deve-se utilizar uma espátula e cutucar delicadamente as partes coladas. Terá um pouco de perda do material no verso mas poderá reaproveita-las posteriormente sem afetar a qualidade acústica. A parede/teto deverão ser lixados.
Utilizando uma tesoura ou estilete é possível recorta-las.


As peças podem ser aplicadas com Colas para Sonique sob teto ou paredes.
Aplicável sobre superfícies de alvenaria, madeira, metal, gesso, blocos, entre outras (Exceto PVC e isopor).
* O verso onde vai a cola não é pintado.


FREQUÊNCIA GRAVE


A frequência de uma onda, é uma grandeza física ondulatória que indica o número de ciclos (oscilações) durante um período de tempo. Para determinar a frequência, basta calcular: Frequência = número de oscilações / tempo (intervalo de tempo).
O vídeo abaixo demonstra todas as frequências em gráficos de reprodução, estéreo / mono, além de dicas de utilização! Tenha uma boa caixa de som ou fone ouvido, com resposta de frequência de graves, médio e agudos bem definidas para poder distingui-las.

Um som dito grave é um som que possui onda de baixa frequência para a audição humana. Geralmente, sons abaixo de 300 hertz são considerados graves. Na música eletrônica, graves não são audíveis por nós, ele é sentido através do balanço do alto-falante. Já o médio grave é audível por nós mas não é o verdadeiro "grave". Hertz é a medida de ciclos por segundo. Nas ondas sonoras, quanto menor a frequência (hertz), mais grave fica o som.

O espectro sonoro audível varia de 20 Hz a 20kHz. Dividindo este especto em 5 vias (ou faixas), as frequências sub-graves estão da região de 20Hz até 70Hz. O GRAVE entre 80hz e 250hz. Já a área correspondente ao médio-grave e médio-agudo varia de 245Hz a 7,5KHz, os agudos, que estão entre 8Khz e 20Khz, no reggae geralmente correspondente ao som do chimbau e pratos.

As frequências graves são as frequências de instrumentos como o baixo, e o bumbo da bateria. Que correspondem aos poderosos sons que mais sentimos no corpo. Não à toa esta é a frequência que recebe atenção especial e prioridade nos investimentos dos sistemas de som. Os médios abrangem um maior leque de instrumentos como a caixa e tons da bateria, as frequências mais altas do baixo, a guitarra, os teclados, as vozes, etc.


ONDAS ESTACIONÁRIAS


São ondas que possuem um padrão de vibração estacionário. Formam-se a partir de uma superposição de duas ondas idênticas mas em sentidos opostos, normalmente quando as ondas estão confinadas no espaço como ondas sonoras em um tubo fechado e ondas de uma corda com as extremidades fixas. Esse tipo de onda é caracterizado por pontos fixos de valor zero, chamados de nodos, e pontos de máximo também fixos, chamados de antinodos. São ondas resultantes da superposição de duas ondas de mesma frequência, mesma amplitude, mesmo comprimento de onda, mesma direção e sentidos opostos.

Uma onda estacionária em uma linha de transmissão é uma onda na qual a distribuição de corrente elétrica, tensão elétrica, ou campo elétrico é formado pela superposição de duas ondas de mesma frequência se propagando em sentidos opostos. O efeito é uma série de nodos (deslocamento zero) e antinodos (deslocamento máximo) em pontos fixos ao longo da linha de transmissão. Esta onda estacionária pode ser formada quando uma onda é transmitida a partir de uma extremidade da linha de transmissão e é refletida na outra extremidade por um casamento de impedâncias, ex., descontinuidade, como um circuito aberto ou um curto-circuito.

Na prática, perdas na linha de transmissão e outros componentes significa uma reflexão perfeita e uma onda estacionária pura nunca é gerada. O resultado é uma onda estacionária parcial, que é uma superposição de uma onda estacionária e uma outra onda. A forma de onda resultante é medida pela relação de ondas estacionárias


DOWNLOADS


Catálogo de Cores AQUI
Catálogo do Produto AQUI
Ficha Técnica AQUI

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.